segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Eu posso explicar...

pipocado por Pércio Faria Rios às 1:02:00 AM
e então... 
Momento importante para o Brasil: aspirantes a políticos surgem tentando explicar o que podem fazer pelo país; outros, que já passaram da oposição para a situação, tentam explicar o que não fizeram, magicamente, querendo que vejamos seus prodígios inexistentes numa atitude puramente valdemiriana; dissidentes ainda, vivem de tentar explicar racional e estatisticamente quais são as melhores opções para a pátria, amada e idolatrada, mantendo alguma esperança ou acabando com todas elas; há também os palhaços que não tentam explicar coisa alguma.
Inspirado por esse cosmos, decidi que não postaria absolutamente nada no The New Yoki Times no mês de agosto, entre aspas. Pensei que seria importante testar a minha habilidade política: não vou postar coisa alguma, mas vou me explicar, fazendo com que todos pensem que postei algo genial. Entretanto, dois motivos me fizeram desistir dessa ideia: a consideração que tenho a vocês, leitores; e o Rubem Alves. Consideração sim, porque ao usarem-se desses artifícios, os políticos fazem o povo de burro, de bobo; e creio que isso só seja natural porque as massas ainda não sabem disso, caso contrário, tal atitude seria vista como uma ofensa. E o Rubem Alves também, por ter atiçado a minha consideração e mostrado que há explicações que são piores que uma ofensa...
"O rei estava reunido com o seu ministério e tratava de dar explicações duvidosas para uns gastos com banquetes gastronômicos. Os ministros, sem acreditar, faziam de conta que acreditavam. Mas o bobo, um dos ministros do rei (todo governo deveria ter um bobo da corte...), deu uma risadinha e comentou em voz alta: "Majestade, há explicações que são piores que uma ofensa...". O rei ficou furioso, expulsou o bobo e declarou que, se ele não explicasse essa declaração absurda até o fim do dia, iria passar uma semana no calabouço. O bobo sumiu. O rei, cansado, ao fim de um dia de explicações, ia sozinho por um corredor do palácio, corredor esse decorado com grandes colunas de mármore. Atrás de uma delas estava o bobo escondido, pronto a provar sua tese. Quando o rei passou, o bobo pulou e agarrou as nádegas do rei. O rei deu um grito de susto e raiva. E o bobo se desculpou: "Perdão, Majestade, eu pensei que fosse a rainha...". Estava provada a tese de que há explicações que são piores que uma ofensa."
 
***

PS.: apesar de parecer, este post não é alusivo ao voto no Tiririca.
 
PS(2).: a história do rei e do bobo foi tirada do livro "Ostra feliz não faz pérola", do apaixonante Rubem Alves.

3 comentários on "Eu posso explicar..."

Diego Augusto on 30 de agosto de 2010 18:07 disse...

Cara, eu sinceramente ainda não decidi se voto no José Serra ou no Luciano do Valle.

Pércio Faria Rios on 31 de agosto de 2010 00:29 disse...

Só tome cuidado com a Depressão, Durock.

Diego Augusto on 31 de agosto de 2010 11:27 disse...

Indubitavelmente, meu caro Pércio, o maior acidente geográfico de todos vai acontecer se a dona Dilma for eleita.

 

The New Yoki Times Copyright 2009 Reflection Designed by Ipiet Templates Image by Tadpole's Notez | Blogger Templates