terça-feira, 6 de abril de 2010

Dirigindo sem cinto

pipocado por Hítalo Rios às 3:41:00 PM
e então... 
06 de abril de 2010.


Ele podia escolher. Ele tinha outras opções. Qualquer outra coisa poderia ser melhor que uma sala cheirando a velho, com poucas pessoas tão desanimadas quanto ele. Até o momento em que sentou naquela cadeira velha, junto a outras seis pessoas com cara de velhos, dentro de uma sala que cheirava a velho, não sabia o porquê de ter escolhido estar ali.

Na noite após o dia da mentira, começava uma reunião dentro de uma sala com cheiro de velho, onde sete pessoas não sabiam se aquilo realmente aconteceria. Estavam acostumados a encontrar uma sala mais cheia de gente com cara não tão velha. Mas naquela sexta-feira, sabiam que ninguém mais apareceria por ali, e então por que continuar com algo tão vazio e com cara de velho? Estavam todos tão inseguros sobre se aquilo daria certo ou não quanto aquele que havia decidido fazer tal reunião.

Um clima chato, meia dúzia mais uma pessoa sem ânimo, um cheiro de velho, nada que seja favorável àquela situação. Até que começou! E todos se olhavam estranhamente, constrangidos e com medo de estarem fazendo daquela reunião algo totalmente mal sucedido. O que não aconteceu. As sete pessoas magicamente se sentiram livres para conversar, rir, se divertir abertamente naquela reunião. Olharam entre si e viram que eram sete amigos que estavam ali, e que poderiam fazer daquilo tudo, uma experiência muito boa pra cada um!

No dia dois de abril, às vinte horas, estava começando uma reunião que seria lembrada por um bom tempo na vida de sete pessoas. Uma reunião sem planejamento, totalmente aberta a qualquer coisa. Uma reunião que se mostrou prazerosa demais para aqueles que sentiam o cheiro de velho. Uma reunião não! Uma União!

Tenho seis nomes para agradecer: Pércio Rios, Henrique Rios, João Luís Moura de Sá (Lek Nettin), Diego Durock, Gabi Leite e Estela Faria.

1 comentários on "Dirigindo sem cinto"

Diego Augusto on 8 de abril de 2010 20:27 disse...

Caara, foi um negócio bem.... íntimo. OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOMEUDEUSDOCEU!
hauhauahauhauahauha

Na boa, é nessas horas que eu entendo por que nós crescemos ouvindo as pessoas dizerem que qualidade é melhor que quantidade. Espero que dias como aquela sexta-feira rendam outras postagens nossas por aqui.

 

The New Yoki Times Copyright 2009 Reflection Designed by Ipiet Templates Image by Tadpole's Notez | Blogger Templates