Siga-nos no twitter!

Pipocando boas ideias em 140 caracteres.

Baby Blue Template

Just like its name, this template is so cute. Suitable for your lovely baby blog. With pink and blue color, soft and smooth. Download it now.

Baby Blue Template

Just like its name, this template is so cute. Suitable for your lovely baby blog. With pink and blue color, soft and smooth. Download it now.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O Mundo Como Você Nunca Viu

pipocado por Gabriela Leite às 12:57:00 PM
e então... 
7 comentários Links para esta postagem

28 de Setembro de 2009.


E mais uma vez chegamos à minha vez de postar. Senti-me muito idiota quando não postei no meu verdadeiro dia. Fiquei pensando: “É um post só por mês e eu ainda consigo perdê-lo. Que... Idiota”, mas Pércio me disse que ninguém ficou com raiva, então, estou mais tranqüila (ou não).

Fiquei duas semanas remoendo o que iria escrever. Pensei na Europa, de como os lápis são feitos, sobre a simpatia, sobre o homem e sua sapiência, ta, sobre muitas coisas, até que me veio a mente uma coisa brilhante e que faço a todo momento. Dar informações que ninguém procura saber. Como: Sabia que nenhuma vez a maçã é citada na Bíblia. Aliás, a expressão “fruto proibido” também não está em Gênesis. Sabia também que os animais também podem ser canhotos, que existe um cara com 9,5 centímetros de língua. Uma camisinha dura VINTE anos pra se decompor. Já existiu uma propaganda de batedeiras que o slogan era: “Nosso Chef faz tudo, menos cozinhar – mas é pra isso que servem as esposas!”. Isso me fez lembrar do ex post do Lucas Lindão, caso você queira escrever sobre, tenho informações interessantes sobre o assunto. Sabia que 82% da população da Itália faz sexo no carro e que os óleos de massagem (31%) e lubrificantes (30%) são os apetrechos mais usados na hora do sexo. Confesso que essas informações me lembram o Padilha²² (e eu nem o conheço), acho que é por causa de uma “discussão” sobre o que é ser homem em uma foto no Orkut do dUROCK. Outra coisa interessante é que a transa de um rato dura 3 segundos. Eu imaginei isso em câmera rápida, HAHAHA. Desculpa. Voltemos... O objeto mais antigo do universo são os raios gama, houve uma explosão há 13,1 bilhões de anos atrás. Que o Xororó parece com o Jet Li e que a moeda de um centavo vale nove pro governo. O Brasil é recordista em raios, com 7,5 milhões de relâmpagos em 2008. O Paquistão é o maior produtor de bolas do mundo. Lá, elas são fabricadas A MÃO por 0,75 dólar. Na Europa são vendidas por até 125 dólares. É ai que você vê o quão injusto tudo isso é. Isso é inacreditável, mas existe uma escola em Cingapura que verifica a COR do SUTIÃ das meninas. O regulamento da escola só aceita a cor branca, bege ou cinza. Caso alguma menina use uma cor diferente, a escola tem um estoque de sutiãs brancos para emprestar. Isso tudo para não distrair os alunos. Por incrível que pareça, o jeito mais ecológico de morrer é retornar ao pó. É. Morrer cremado é ecológico, pois não polui a água, não polui o solo, só libera vapor d’água e gás carbônico e não ocupa espaço, morrer pelado, sem plástica e com o caixão feito de papel machê é uma boa também. Essa é pra quem não come legume e gosta de amendoim. Os amendoins são legumes! Então toda vez que alguém te obrigar a comer legumes, abra um pacotinho de amendoim e jogue na comida. O livro Kama Sutra (Lia adora. BRINQS PRA SEMPRE) tem 529 posições e uma das mais complexas se chama “Ato das Cabras”, não me pergunte como é feito, ta... Vou falar (COMO EU SEI ISSO, MEU DEUS) vários homens transam com uma mulher, a situação é “simples”, com abraços e esfregas. Que vergonha de mim mesma, vamos parar com esse assunto sexual. Continuando. Alguém já parou pra pensar quem arrumaria a Ponte da Amizade - que liga Foz do Iguaçu, no Brasil, a Ciudad Del Este, no Paraguai – desabasse? As duas teriam que ajudar a reconstruir. Em 2006 uma funcionária da Coca-Cola mais dois caras tentaram entregar a fórmula de um novo refrigerante da Coca pra Pepsi, por fim não deu certo graças a uma escuta telefônica e a captação de imagens pelas câmeras de segurança. E pra terminar uma coisa bizarra. Um padre da Noruega batizou um bebê com refrigerante de limão, porque como estava muito frio a tubulação da igreja tinha sido fechada pra não congelar a água e danificar os canos. Só depois do batismo que o padre contou pros pais do bebê, dando a desculpa que refrigerante é feito de água, o que altera é o aroma de limão. Batismo de Sprite. AÊÊÊÊ!

Espero que vocês tenham gostado da minha “apresentação”. Não quis filosofar porque por aqui já tem muita gente que sabe fazer muito bem. De vez em quando é preciso ter essas informações (desnecessárias ou não) pra abrir a mente. Só isso então. Fim.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Teste: Você é um psicopata?

pipocado por legscomplainig às 7:50:00 PM
e então... 
9 comentários Links para esta postagem
23 de Setembro de 2009.


É a história de uma garota que durante o funeral de sua mãe, conheceu um rapaz que nunca tinha visto antes. Ela achou o cara tão maravilhoso que acreditou ser o homem de sua vida. Apaixonou-se por ele, mas nunca mais o viu desde aquele dia. Dias depois, ela matou a própria irmã. Qual foi o motivo da garota ter matado sua irmã?

***

Agora pensem na resposta, o resultado estará nos comentários.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

My september

pipocado por Unknown às 9:16:00 PM
e então... 
5 comentários Links para esta postagem

21 de Setembro de 2009.


Geralmente as pessoas fazem retrospectivas todo fim de ano. Dessa vez eu fui precoce e ontem fiz uma do mês de setembro. Um mês bem turbinado e com inesperadas experiências e aventuras.

Setembro é meu mês predileto, então nada como aproveitá-lo ao máximo. A princípio, no meu aniversário (dia 7) foi um dia quase que comum. Eu sempre amei o dia 7, principalmente de setembro. Achava o máximo e o melhor dia pra se nascer e, consequentemente fazer aniversário. Mas a gente vai ficando velho e os aniversários vão perdendo a importância e a excepcionalidade, pra mim, tornando um simples e mero dia 7. Esperei alguns “meus parabéns” que até hoje não chegaram, me surpreendi quando dois carros se aproximaram e de dentro deles saíram 5 pessoas e um violão com uma “serenata” que fizeram pra mim numa lanchonete. No outro dia, não consegui despedir da minha namorada na rodoviária, e ela quase fez greve de telefonemas pra mim. Mas nada como uma chantagem emocional que não resolva.

Na semana passada me notificaram (de surpresa), que eu faria uma peça de um musical infantil, e que eu seria engolido por uma baleia. Não tive como negar. O problema não era ser engolido por uma baleia. A minha preocupação era ser jogado para fora de um barco. Que por sinal, no ato, a platéia riu não sei, até hoje, se foi de mim ou do personagem ter sido jogado em alto mar. O pior é ficar ouvindo isso durante a semana toda “Foi muito engraçado aquilo. Você se machucou? Tão magrinho... Não quebrou nada?” Nem preciso explicar como foi a minha expressão. Não posso deixar de ressaltar aqui, que Vitão, Hítalo, Henrique e Diogo foram os marujos mais trapalhões que já vi, mas foram a sensação da peça.

Neste último fim de semana, fui a um impacto evangelístico fazer peças em Laranjal – MG. Os trocadilhos relacionados ao nome e à cidade foram inúmeros. Nem foi preciso das piadinhas de Pércio e Diego. Cidade pacata, sem hospital, supermercado e com o centro contendo apenas uma sorveteria (que nos salvou), a “Padaria do Pedrinho” (que não havia nenhum Pedrinho), uma pizzaria (que foi o nosso point) e um clube (que foi o nosso refúgio do calor inenarrável que assolava aquele lugar.). Esse último foi o que marcou história e o dia em que eu e Vitão pagamos o maior mico, quando os que estavam conosco decidiram entrar no clube mesmo sem ter carteirinha ou contato com qualquer sócio. Foram súplicas, insistências e imploráveis tentativas, até que o porteiro permitiu a entrada depois de um de nós ter chamado uma mulher sócia que estava tomando seu banho de sol e pedido que ela os reconhecesse e permitido a entrada. Depois da primeira etapa, todos se jogaram na piscina de roupa é claro, pois ninguém imaginou que Laranjal houvesse clube e muito menos fizesse um calor infernal. Mas a alegria durou pouco. Os monitores do clube disseram que de roupa não era permitida a entrada. Será que sem era permitida? Bem, ninguém ficou descobrir essa resposta, mas até que não é uma má ideia.

A princípio fiquei pensando que este mês seria como um qualquer, mas ele me enganou, porém não me decepcionou.

Por enquanto, setembro foi só isso. Vamos ver até o seu fim.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Vizinhança

pipocado por Neto às 6:50:00 PM
e então... 
5 comentários Links para esta postagem
18 de Setembro de 2009.


Encontram-se na calçada. É a primeira vez que se falam.
- Boa tarde...
- Boa tarde.
- A senhora é da casa amarela!
- E o senhor é da azul!
- É.
- Eu ainda não tive o prazer de lhe conhecer pessoalmente.
- Pois é.
- Desculpe a minha indiscrição, mas sempre tenho olhado para sua casa.
- Ah...
- Reparei que sempre sai sozinha. Sua família deve ser pequena.
- Na verdade eu moro sozinha.
- Eu também ando olhando sua casa. E também reparei que sempre está sozinho.
- Na verdade sou só eu.
- A senhora não tem família?
- Me chame de você.
- Desculpe-me, você não tem família?
- Tenho, mas eles não moram aqui.
- Você é escritora! Certo?
- Isso é incrível! Como sabe?
- Às vezes vejo você escrevendo na sacada da sua casa.
- É verdade eu escrevo, mas não gosto muito dos meus poemas.
- É deu pra percebe.
- Deu?
- Sim, sempre que acaba de escreve você amassa e joga fora.
- Hoje eu vi o homem da feirinha entregando camarões na sua casa.
- Comprei uns camarões graúdos e descasquei. Eu adoro cozinhar.
- Eu adoro camarão.
- Descasquei, mas ainda não comi... Quem sabe a gente pode...
- Jantar juntos?
- É.
- Não quero dar trabalho.
- Trabalho nenhum.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Soma não nula

pipocado por Diego Augusto às 10:27:00 AM
e então... 
7 comentários Links para esta postagem

15 de Setembro de 2009.


Há um estudo que assola desde as Cinências Sociais até à Matemática Aplicada, o Dilema dos Prisioneiros; dizem que ele também assola os sapateiros. A Wikipédia resume a coisa assim:

- Dois suspeitos, A e B, são presos pela polícia. A polícia tem provas insuficientes para os condenar, mas, separando os prisioneiros, oferece a ambos o mesmo acordo: se um dos prisioneiros, confessando, testemunhar contra o outro e esse outro permanecer em silêncio, o que confessou sai livre enquanto o cúmplice silencioso cumpre 10 anos de sentença. Se ambos ficarem em silêncio, a polícia só pode condená-los a 6 meses de cadeia cada um. Se ambos traírem o comparsa, cada um leva 5 anos de cadeia. Cada prisioneiro faz a sua decisão sem saber que decisão o outro vai tomar, e nenhum tem certeza da decisão do outro. A questão que o dilema propõe é: o que vai acontecer? Como o prisioneiro vai reagir?

Vai, essa é a parte em que você pergunta o que tem a ver com isso. O que tem é que a gente pode associar o Dilema a nossas vidas. Alguns pontos a recordar: os prisioneiros estão errados, sentem-se ameaçados e culpados, e não há comunicação entre os suspeitos – eles estão sozinhos. No fim das contas a polícia ganha com isso tudo.

Desde que o arco-íris era em preto-e-branco, nós vivemos em comunidade. Conviver é ser político, daí nós concordamos, discordamos, aprendemos, evoluímos em todo esse diálogo sobre A vida, o Universo e tudo mais. Mas, às vezes, nós nos sentimos sozinhos, ameaçados e bah, acusamos.

Claro que é mais fácil.

Só que sempre alguém sai perdendo. Por isso que pregamos aqui no blog sobre respeito, convivência e tudo e tal. Mas é mais profundo que isso. Temos de aprender a ficar juntos; confiarmos uns nos outros, acreditar que nossos amigos não nos entregarão num enterrogatório e garantir-lhes que também não os entregaremos; apesar de toda essa diferença, toda divergência, mistura, dodecafonia, CatDog, salada, Divina Salada, yakisoba, Yokisoba. E não mais acusar – inclusive agora, que você está lendo o texto e pensando noutra pessoa.

Tenho certeza disto: por mais que um indivíduo não seja assim em todas as áreas de sua vida, no momento em que acusa, ele está se sentindo culpado, solitário e vulnerável. E isso, garanto, é do ser humano, independe de etnia, grupo social, sexo, credo, descredo ou mesmo cruz-credo.

sábado, 12 de setembro de 2009

Salvar-nos

pipocado por Padilha²² às 12:21:00 AM
e então... 
11 comentários Links para esta postagem
12 de Setembro de 2009.


Bom estou aqui escutando Enfuga-The Damage e sentindo a briza do vento lá fora bater em minha mente e esfriar na minha barriga por não saber de novo no que falar... mas estou felizarararararararaaço de estar aqui de volta e mais feliz de ninguém ter me crucificado pelos meus sinceros comentários aos outros posts, e eu pelo desculpas pelos comentários, na próxima vou tomar a consciência de que isso é meio grupal e muitos não vão gostar do fio-terra.

Mas voltando ao post, meio do ano, eu estava terminando de ler Parque dos Dinossauros e eu li uma coisa muito interessante de um cara com um nome mt dificil, e ele falou algo sobre a destruição do mundo e bah, e a coisa mais interessante foi que ele falou que nós não estamos destruindo o mundo, e que não temos que nos preocupar nem um pouco com ele, mas nós estamos é nos destruindo, pois o mundo já sofreu coisas horríveis como congelamentos, enchentes e alguns cometas e está aqui até hj, e não vai ser um aquecimento que vai acabar com ele, ele vai continuar aqui intacto.

Então o que deveríamos fazer é a gente mudar as nossas atitudes, pq estamos sendo mt ignorantes em não nos salvamos, precisamos rapidamente mudar nossas atitudes para podemos nos salvar, precisamos nos unir como Darth Vader se uniu ao Luke Skywalker, pois a únião faz a força, e deveríamos nos unir em um momento desses, para que pudéssemos viver até os 60 anos.

Por isso estou aqui fazendo uma propaganda, pois todos aqui estão no mesmo meio, estou querendo fundar um Partido ou uma Ordem, seria Partido Jovens Para Sempre, os Jovens mesmo ignorantes que são, somos nós que devemos mudar o mundo, nós vemos os mais experientes hoje fazendo merda, com guerras e fábricas e mais fábricas, então deveríamos é tentar em um futuro próximo mudar as atitudes e tentar nos salvar galera, não vai ser Jesus e nem Raul Seixas que vai estar aqui para nos ajudar, e sim só nós nos ajudaremos.


Ahh saudações para o Pai do meu amigo que faleceu esses dias, eu nem sei o nome dele, mas eu queria que ele tivesse uma parte de mim, o meu rim, mas pena que não foi possível. E que você quase-pai esteja com alguem, nem que seja com vc mesmo aeh em algum lugar.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

¿Por qué no te callas?

pipocado por A. às 4:46:00 PM
e então... 
11 comentários Links para esta postagem
10 de setembro de 2009.
.
.
Nessas loucuras de mundo moderno, nessa coisa frenética de pós-modernidade, somos todos formadores de opinião nesse mundão de “meudeus”. Dizem por aí que até para ser jornalista nem precisa fazer faculdade, e por isso tem muito garoto querendo ser jornalista só para não ter que estudar quando crescer.

Criamos blogs, criticamos o texto dos outros em nossos comentários, publicamos o que queremos, fazemos teatro de temas livres, nos expressamos sobre a política e satirizamos tudo. Decidimos falar qualquer coisa de qualquer assunto sem ao menos saber do que estamos falando, por fim afirmamos que estamos certos e ponto final, a verdade é mesmo relativa e tudo e tal.

A questão de tudo, “da vida, do universo e tudo mais”, é o que já dizia minha mãe quando eu era quase um feto: para viver bem é necessário ter papas na língua, saber tolerar e respeitar. Ser crítico sim e estar certo do que se fala e sobre o que se fala. Rola uma manipulação de palavras para não ser rude. Preconceituoso nunca, não se deve julgar ninguém por cor e credo.

Nesse frenesi todo de expor opinião, o que não aprendemos na faculdade (que não fizemos) é saber usar a liberdade que temos para dizer o que queremos e para dizer o que realmente devemos. Saber dizer na hora certa e do jeito certo ,é um pulo para não ser chamado de inconveniente.

Há quem goste do estilo Hugo Chávez de ser. E para todo Chávez existe um rei Juan Carlos de Borbón com sua frase prudente: Por que não te calas? Não se fala aqui sobre censura de pensamentos e opiniões, mas de bom senso. Aprovando a idéia que para criticar é necessário uma boa conduta para que não haja falta de respeito,assim como Zapatero exigiu em Santiago do Chile, no dia em que Chávez não agradou ninguém com suas críticas murmuradas.
E como Zapatero digo também que pode-se discordar das fórmulas, mas tem que se respeitar as pessoas. Hoje e amanhã.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Grito de Independência

pipocado por Elvino Pinheiro às 4:32:00 PM
e então... 
5 comentários Links para esta postagem
08 de setembro de 2009.


Talvez não haja nada mais útil e ao mesmo tempo indiferente para a humanidade que as revoluções. Além do fim melancólico, e do abandono de seus ideais, a maioria não deu certo. Tudo bem, o papel delas nem é dar certo, mas denunciar a incapacidade humana de estar satisfeita com o sistema.

Somos loucos por coisas revolucionárias. É por isso que você verá por aqui não-fumantes criticando a lei antifumo; brasileiros tristes com a derrota argentina; cristãos exigindo liberdade a ateus, enquanto estes fazem chacota dos ideais cristãos com o consentimento dos próprios cristãos; além de latifundiários brigando por terras para os sem-terras. Tudo isso em nome de algo, que a gente teima em chamar de ideal de vida.

Em toda a história as revoltas abusaram da excentricidade humana, e sempre deixaram um legado para as gerações posteriores. E isso é importante, pois sempre estaremos buscando um novo caminho para sermos humanos, e só alcançaremos isso quando conseguirmos a independência de nós mesmos. A diferença é que alguns não abrem mão do direito de estarem certos, enquanto outros se valem do benefício da dúvida. E assim, vamos vivendo nossa Ópera do Malandro, sacrificando aquilo que nos redime.

domingo, 6 de setembro de 2009

Testo

pipocado por Hítalo Rios às 3:51:00 PM
e então... 
11 comentários Links para esta postagem

06 de Setembro de 2009.



Sempre foi muito difícil escrever. É necessário muita precisão para os dedos não deixarem as palavras virarem palaeravas, ou palabvars! Vida difícil essa de blogueiro! Muitas vezes nem temos o direito de afirmar o quão bom o texto ficou, como é o meu caso! Muitas vezes somos apontados (merchandising) e descriminados pela sociedade. Eles dizem: olhem olhem, lá vem os blogueiros! Que falta de decência.

Outros dizem: Vamos jogar água para que eles não durmam nas portas de nossas igrejas!


O que você acabou de presenciar foi o famoso encher lingüiça! Confesso eu que não tenho o que escrever, mas também não gostaria de escrever uma porrada de merda, afinal, A PRIMEIRA IMPRESSÃO É A QUE FICA! Por outro lado, estou aliviado por não ter o que escrever. Penso eu que o primeiro texto de cada um, deveria ser um texto de abertura, um texto de apresentações. Se fosse por mim, os quinze primeiros textos estariam escritos somente a fim de apresentar o blog, e as pessoas que o compõe. Mas nem todos são ‘mim’...


Antes de ontem foi o aniversário da Lílian! E ontem foi aniversário do Lindão! E amanha é aniversário do Richard! E já que o texto está rolando e não vou falar sobre nada mesmo, queria mandar um salve pra esses três elementos, que são super tri, e estão guardados no meu esse dois, quatro ever!


É engraçado como as coisas engraçadas acontecem! Rimos das coisas que acontecem, e rimos de como as coisas acontecem. Engraçado não?! O mais engraçado é que tudo não acontece por acaso. Logo, engraçadamente nada é por acaso. Então se o acaso é igual ao acaso, o nada é igual a tudo. Fabiobrunismo puro!


Vou parar de te torturar, caro leitor. Só queria dar minhas congratulações ao The New Yoki Times. Parabéns a todos pelos doze excelentes textos já publicados. Me sinto um flamenguista no meio desses vascaínos! E por ultimo, peço minhas humildes desculpas por isso que acabei de digitar, e chamar de Testo.



Mas antes de fechar, e a pedidos, contarei uma piada cristã:


Deus e Adão conversando:

- Adão, eu quero ter um bom relacionamento com os homens, mas para isso, voce nao pode ficar me contrariando...

- Mas eu não fico te contrariando!

- Claro que fica.

- Claro que não!

- Aaahhh,





sexta-feira, 4 de setembro de 2009

A essência que os números não contam...

pipocado por Lilian às 2:29:00 AM
e então... 
16 comentários Links para esta postagem

04 de Setembro de 2009.


Bom, uma semana atrás, e tudo começou assim: “Preciso te falar uma coisa decisiva. Você é a nova integrante do Yoki Times, e dia 04/09 é seu dia de postar!”. Opaa... ganhei um belo presente de aniversário não é mesmo?! rsrs

Desde então comecei a pensar num tema para se discutir aqui, até que meus pensamentos foram interrompidos por uma enxurrada de perguntas sobre o que seria então a essência de um aniversário?! Seria acrescentar um ano a mais nas suas fichas de inscrições? Esperar ou pedir presentes? Fazer festas mesmo sabendo que em horas elas ficarão apenas em fotos e memória? (Nada contra... amo festas de aniversário e sou muito a favor delas... rs). Receber milhões de felicitações através de ligações, SMS, scraps, depoimentos, sinal de fumaça, abraço via bluetooth, e tudo que se tem direito? Olhar no espelho e notar mudanças físicas? Ou, quem sabe, ter de ouvir pessoas falando das novas etapas que você terá de percorrer nessa sua nova fase?

E por falar nisso... já faz uns 4 meses que comecei a fazer, entre amigos, uma pesquisa sobre: “O que vem depois dos 20?!”. Alguns engraçadinhos de plantão responderam: “21!” (Ok, piadinha boa... rs). Já uma das pessoas respondeu: “Responsabilidades!” Agora me pergunto: “Tem idade para se ter responsabilidades?”. Bom, acredito que desde o momento que damos nosso primeiro choro marcando nossa chegada a esse mundo já começamos a assumir responsabilidades, afinal temos de ser registrados a fim de nos tornamos um ‘cidadão’, e isso automaticamente nos inclui direitos e deveres. Desse modo não tem como negar de que adotamos responsabilidades desde os primeiros momentos de vida. Mas enfim... entendo o outro sentido da resposta que me foi dada. Acontece que com o passar dos anos as responsabilidades mudam de ‘nível’ e tomam uma proporção maior. Isso é bom, sinal que a gente cresce, amadurece e adquire experiência... mas atire a primeira pedra quem nunca sentiu síndrome de Peter Pan e quis voltar no tempo só para se contagiar com aqueles momentos de infância ou pré-adolescência que fica nas lembranças (desenhos animados, brincadeiras de pique, primeiro sentimento de paixonite, festas de pijama, dia das crianças, amarelinha, etc e tal..). Pois bem, a questão é que o tempo passa e a gente muda sem perceber. Os sonhos mudam, os objetivos mudam, os planos mudam, as brincadeiras mudam, e até os sentimentos mudam. Assim como a gente cresce e ganha um novo corpo, tudo ao nosso redor também amadurece e toma uma nova forma. Para falar a verdade, uma parte de mim gosta disso, enquanto a outra vive um saudosismo natural.

Diante de tudo isso, deixo outra pergunta: “É bom fazer aniversário?”. Há o grupo dos que gostam, há os que não gostam e há aqueles que variam entre os dois. Isso me fez lembrar de certas situações: Quando estava para fazer 15 anos lembro que me disseram: “Ahh, depois dos 15 o tempo voa!” (dito e feito, hoje comprovo isso). Agora com quase 20 me falaram: “Depois dos 20 a gente começa a desanimar!” (ok, assumo que é o primeiro aniversário no qual não faço muitos planejamentos de comemoração). Talvez seja conseqüência daquela velha história da idade nova acompanhada das responsabilidades de proporção e nível maiores. Pois bem, apesar do repentino desânimo de ver o tempo passando rapidamente, eu também me animo em querer trilhar essa estrada nova. Isso mesmo, eu confesso que gosto de sempre ver o lado bom das coisas, acreditando fielmente nisso. E é por isso que sempre pensei na essência dos aniversários por um aspecto no qual um ano de vida a mais não significa necessariamente ‘velhice’ em si, mas tempo de experiência e histórias que quem sabe dariam um livro (um dia realizo esse sonho... rs). Além da apresentação de desafios novos que aguardam para serem cumpridos. E eis que aqui estou eu no primeiro desafio dos meus 20 anos: tentando pensar em algo útil, interessante e aproveitável para postar para vocês. Espero ter conseguido! E para falar a verdade, sempre me senti atraída por desafios e... é, até que não foi tão difícil assim! rs

Enfim, acho que o dia de hoje me ajudou a inspirar sobre esse tema que TODOS têm o privilégio de partilharem em suas vidas uma vez ao ano, querendo ou não. Certo?!


*Quero poder guardar e levar comigo, durante todos os dias da minha vida: a pureza da infância, a alegria da adolescência, a garra da juventude e a surpresa sobre o que ainda virá.*


P.S: Desculpem, mas eu tenho mania de escrever demais... huahua! =P

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Respira fundo, lá vem o sol

pipocado por Vitor Vieira às 8:20:00 PM
e então... 
10 comentários Links para esta postagem
02 de Setembro de 2009.


Agora eu só tenho um ventilador barulhento e um celular pra me dar uma idéia de que eu vo escrever, recebo um SMS. "Ricardo, esqueci de apagar o fogo, pode fazer isso pra mim amor ?" Acho vo na primeira opção.
Deve ser difícil, estar a disposição de um indivíduo toda a hora, sem ter salário extra, ou sequer um salário, nem poder voltar para casa e desfrutar de um beijo de boa noite no seu filho e um sorriso estampado no rosto, dizendo, "agora sim posso dormir, papai ta em casa e nada de mal vai acontecer". Deve ser triste não ter esperanças, ser só um pedaço de plástico que quando não se quer mais, é esquecido e substituido por outro com mais tecnologia.
Um sociólogo disse que o ser humano para se esconder do mundo em sua volta, fecha os olhos, pois a partir do momento que você os fecha, só existe você e mais ninguém, assim é mais fácil de se lidar com tudo. Mais eu discordo, o ser humano passa mais de 70% do dia com os olhos abertos,(os que não são como eu, que dorme o dia inteiro) isso por que precisamos ter iteratividade com o mundo intero, e na minha opinião, é mais fácil lidar com tudo que está em sua volta, do que consigo mesmo.
Eu tenho esperança, de que um dia tudo vai mudar, se eu consiguir lidar comigo mesmo, porque não com o cara que senta no mesmo banco que um no ônibus, porque não com a pessoa que eu mais amo, porque não com o país que está querendo dominar o mundo? Eu te pergunto, porque não? Quero aprender a abrir meus olhos quando for a hora certa e também quando eu tiver que fecha-los. Quero aprender a enchugar minhas lágrimas de quando eu não posso fazer nada pra mudar o mundo e estiver sentado em um canto da sala, enquanto eu tinha que estar liderando um grupo de pessoas para que outras mil não vão para o inferno. Quero ser valente e não fugir de qualquer situação difícil da minha vida. Eu quero, eu posso, eu vou.

Obs.: Por um momento estive com medo, de que iriam pensar sobre o texto, e logo vi, aqui ta todo mundo é família. Esse blog representa uma "feira" de idéias, cada um tem sua barraquinha, o nosso público está aberto a todos,e todos os feirantes são unidos por suas idéias, só espero que não surja uma idéia que nos distâncie.




 

The New Yoki Times Copyright 2009 Reflection Designed by Ipiet Templates Image by Tadpole's Notez | Blogger Templates