Siga-nos no twitter!

Pipocando boas ideias em 140 caracteres.

Baby Blue Template

Just like its name, this template is so cute. Suitable for your lovely baby blog. With pink and blue color, soft and smooth. Download it now.

Baby Blue Template

Just like its name, this template is so cute. Suitable for your lovely baby blog. With pink and blue color, soft and smooth. Download it now.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Hearth

pipocado por Gabriela Leite às 11:00:00 AM
e então... 
0 comentários Links para esta postagem
É recomendado que se leia o post anterior a este. Clique aqui

Dizem que para dez anos de vício, o viciado fica sete esperando.

- Preparo uma dose para você
- Eu mesma preparo
- Qual é o seu problema?
- Você é o meu problema.
- Vai ficar menstruada?
- Não, Dan. Eu quase não fico mais menstruada. Meu corpo está uma bagunça graças ao pesadelo em que você me meteu.
- Apontei uma arma pra sua cabeça, foi?
- Vai se foder!
- Vai você, Candy!
- Vai se foder dez vezes!

Era bom saber que sempre quando as coisas complicavam o Casper sempre estava lá.
Nosso porto seguro na tempestade. Nossa casinha feita de doces.

- Casper, o que você sabe sobre o mercado gay?
- Mercado em crescimento.
- Importa se eu fizer algumas perguntas técnicas?
- Não há nada que eu mais queria discutir com você.
- O que eles esperam que eu faça?
- Tem um ponto lá no parque. Por que você mesmo não vai lá fazer uma pesquisa?
- Quer dizer.. Se eles estão pagando.. Esperam que você fique de pau duro?
- Ajuda.
- Porque eu acho que não poderia.

-''-

- Eu consegui Candy! Eu consegui porra! Deus, você vai me amar. Olha sete mil! Foi sensacional!
- Dan? Estou grávida.
- Merda, Candy. Merda. Será que não é..
- Não. Eu saberia se alguma camisinha tivesse estourado. Foi quando eu machuquei sua cabeça.
- Merda.
- Que estranho. Uma única noite. Posso fazer um aborto.
- Não. Nem pensar. Isso é bom. Estava escrito. É disso que precisamos.
- A gente precisa parar de usar.
- É. Claro!

A gente sabia o que tinha que fazer, mas é preciso planejar muito para parar.

- A última para dar sorte. A gente consegue Candy. É como uma ponte. Assim que atravessarmos vai ficar tudo bem.

4º dia

- Ei, tudo bem.
- Não consigo Dan.
- Volte para a cama, vai pegar um resfriado.
- Casper, é a Candy. Ligue assim que ouvir este recado. Já tentei no seu celular. Sei que mandamos nos ignorar enquanto passávamos por isto. Já faz 3 dias. A gente até que foi bem. Não estamos nos sentindo muito bem. A gente não quer que você nos ignore. Você ta aí? Atenda se estiver aí. Atenda! Merda. Merda. Merda.
- Kodjak? É a Candy. Estou muito doente. A gente só precisa de crédito. Posso trabalhar um turno depois te pago. Se eu trabalhar um turno posso pagar isso também. Não posso trabalhar doente desse jeito! Ok, tchau! Vaca de merda.
- Candy? Candy?
- Atende, por favor! Ele ia atender.
- Me dê o telefone. Coloque suas coisas na mesa.
- Não! Eu quero o telefone! Por favor, Dan!
- Espera. A gente consegue. Candy, você está sangrando. Por que você está sangrando?
- A bolsa estourou. A cérvice dilatou era o que a gente não queria que acontecesse. Aborto espontâneo não tem volta. Saiba que o bebê não vai sobreviver.

- Me dê Pethadine! Eu quero Dan.
- Vai dar Pethadine ou não? Ela está com dores. Não está vendo?
- Posso segurar? Doutor, a perninha mexeu.
- Foi um espasmo.

***

P.S Último capítulo no próximo post (28/08/10)
P.S² Autor desconhecido

terça-feira, 27 de julho de 2010

Até Quando?

pipocado por Lucas Lindão às 11:35:00 PM
e então... 
0 comentários Links para esta postagem
Dia 27 hoje. Ontem era meu dia postar, mas esqueci outra vez. Sei que o pessoal aqui tá meio bolado comigo porque esqueço a data e posto coisas aparentemente insignificantes.
Enfim, estou escutando música. Toda vez que fico na internet, ou fora, escuto música. Eu amo a música. É uma das coisas que mais gosto na vida. Ela te faz se sentir melhor, te faz lembrar de coisas e pessoas, te faz pensar na vida e por aí vai. Esses dias eu descobri uma das músicas cuja melodia é uma das mais lindas que conheço e deixei no Yokitube. Recomendo!(Lifehouse-Blind). Eu ia falar sobre política nesse post, mas o Netto já postou. Ah, não to nem aí, vou falar assim mesmo! Resumindo o que eu ia dizer sobre, acho que a política hoje não devia preocupar em avanço nas construções, e sim na inclusão social. Precisa incluir essa galera que tá de fora. Creio que assim iria resolver metade dos problemas. Acho que devemos fazer pelos outros mais do que fazemos a nós mesmos. As pessoas só pensam em si mesmas, a ganância cresce a cada dia. E a situação do Brasil não muda. Essa droga da miséria ainda é frequente no nosso Páis. Até quando iremos viver isso? Acho que só piora daqui pra frente. Vamos lembrar de fazer o bem, precisamos fazer nossa parte, mesmo que a maioria não faça. Se você quiser doar 1kg de alimento, clique AQUI. Não irá gastar nada, o alimento será doado por uma empresa. Irá fazer toda a diferença pra quem for receber. Até a próxima.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Politics

pipocado por Neto às 5:40:00 PM
e então... 
3 comentários Links para esta postagem
Conversando com um amigo sobre a futura eleição, e sobre quem irei votar, comecei a pensar com mais carinho sobre o assunto.
Quando pensamos em eleição, política, políticos, nossa mente automaticamente já diz CAMBADA DE SAFADO. Digo isso por mim mesmo, e olha que nem procuramos nos inteirar do assunto.
Nas aulas de geografia um dos assuntos que eu durmo a aula toda (eu sempre durmo nas aulas de geografia) é o de política, eu odeio ver a alienação dos adolescentes na questão Política.
As perguntas da parte do professor são sempre as mesmas: Amiguinhos, o que vocês estão achando dos governantes?
Eles sempre respondem: Tudo ladrão, Tudo Ladrão!
Por um lado é até legal ver a monstruosidade deles, por outro é doloroso ouvir isso de um adolescente.
Gostaria do fundo do meu coração que você refletisse melhor sobre o assunto, e não tendo ninguém pra votar eu aconselho Marina Silva para Presidente.
Para terminar deixo um texto de um autor que não me lembro o nome e que tem tudo a ver com política


[Tudo não passa de retórica vistosa sobre amar você.
Eu nunca tive pensamento altruísta desde que nasci.
Sou um mercenário egoísta o tempo todo;
Quero Deus, você, todos os amigos apenas servindo a mim.

Paz, garantia, prazer, são as minhas metas.
Eu não consigo me arrastar um centímetro fora de minha pele;
Eu falo de amor – o papagaio de um professor pode falar grego
Mas, preso dentro de mim, sempre acabo onde comecei.]

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Quem dera todo mundo, fosse um cachorro

pipocado por Laís Brum às 5:20:00 PM
e então... 
1 comentários Links para esta postagem
Você pode bater nele por horas e dar uma volta de dez minutos que ele vai estar te esperando na porta como se você estivesse voltando de uma longa viagem.
Você pode deixá-lo na chuva, que quando a porta lhe for aberta, ele não vai te ignorar.
Você pode deixá-lo sem ração por dias, ele ainda assim vai ansiar pela sua presença, não para colocar-lhe comida, mas simplesmente, para te ver.
Você pode comprar outro animal de estimação, que quando você lembrar dele, ele vai fazer questão de te mostrar que ainda te ama.
Você pode dar banho nele, e ele AINDA ASSIM vai gostar de você.
Você pode fazer tantas coisas com um cachorro, por que não passar a fazer coisas como um cachorro?
Receba quem chegar à sua casa hoje com toda a alegria, (dependendo de quem for, dá até para abanar seu rabinho). Trate bem quem te deixou em uma chuva de problemas e quem não lhe alimentou com a amizade que devia, trate melhor ainda quem pareceu esquecer-se de você, e não se esqueça de amar profundamente, quem sempre te deu banho.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Outra carta de Savana

pipocado por Elvino Pinheiro às 11:43:00 PM
e então... 
3 comentários Links para esta postagem
08 de julho de 2010.


Recebo outra carta da surpreendente Savana. Savana, como se sabe, frequenta as Copas do Mundo desde a primeira fracassada Era Dunga, embora negue qualquer affair com Ricardo Teixeira. Inclusive, ela afirma que está livre como um táxi, só aceitando corridas curtas.

Savana admite a possibilidade de disputar a corrida presidencial, com o slogan "Até a Dilma é!", e inclusive está aproveitando sua estada no continente africano em busca do apoio de uma sigla decente, já que as indecentes estão todas comprometidas. Se conseguir uma aliança, será a primeira vez que conquistará uma sem precisar dizer que estava grávida.

Ela reconhece a péssima escalação de Dunga, mas não considera a passagem do Brasil na Copa da África do Sul totalmente um fiasco: agora sabemos que pontinhos amarelos na camisa azul fica horroroso. Sobre a fatídica derrota brasileira, ela não culpa o Felipe Melo, o Dunga ou qualquer jogador. Ela confessa que... Vamos deixar que a própria Savana conte em sua carta, escrita com tinta prata em papel ébano, com uma marca de batom dourado, cheirando a "Posséder Moi", um perfume condenado pelo Vaticano.

Vinny Viníssimo! Como vai, sweet heart? Querido, minha campanha está nas ruas, seguida, por enquanto, apenas por cachorros. Estou empatada nas pesquisas com os indecisos e os que não sabem opinar, mas não confio em pesquisas, honey. Elas erram, principalmente as futebolísticas! Duvido alguém que tenha previsto a final entre Holanda e Espanha! E esta Copa, Viníssimo... Ela está surpreendente! Nem quando Tuva, meu personal boy, levou seus amigos lá em casa que eu me via cercada por tantas Vuvuzelas. Aqui é o paraíso, baby! Mas, às vezes, perdemos um pouco a noção das coisas. Estava com minhas companheiras Mulatas Socialistas, antes do jogo Brasil x Holanda. Eram tantas Vuvuzelas que a gente se excedeu, dear... No embalo da Larissa Riquelme, disse que a vitória brasileira era tão certa que, se o Brasil perdesse, invadiríamos nuas o vestiário da seleção. Só que no intervalo, alguém contou para os jogadores. Aí, deu no que deu. Não é que o time estava descontrolado, era só desespero para o jogo acabar logo.

Mas não fique triste, Viníssimo. A Copa de 2014 logo chegará, e prometo que, antes de todos os jogos, as preliminares serão com você!

Nos falaremos em breve. Beijos estalantes,
Savana.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Real Morte

pipocado por Hítalo Rios às 12:39:00 AM
e então... 
1 comentários Links para esta postagem
06 de julho de 2010.


Ouvi o primeiro ruído de cascos pisando na grama, mas continuei deitado de bruços na esteira que havia estendido ao lado da barraca. Senti nitidamente o cheiro acre muito próximo. Virei-me devagar, abri os olhos. O cavalo se erguia interminável à minha frente. Em cima dele havia uma espingarda apontada para mim, e atrás da espingarda um velho com chapéu de palha... Congelei! Não tive reação alguma. Tentei algumas palavras, mas os poucos sons que consegui emitir não eram nem um pouco compreensíveis. Tudo estava girando na minha frente. Aos poucos, a imagem do velho com aquela feição demoníaca foi se embaçando até que meu medo não me deixasse ver mais nada. Meu desespero foi surreal! Eu precisava fazer alguma coisa, mas todo meu corpo simplesmente parou. Quanto mais eu me desesperava, mais eu entrava num estado de inconsciência. Até que... Acabou! Eu não sentia mais, não pensava mais, e já não tinha percepção alguma. Foi a morte! Eu estava morto. Via-me morto sem ao menos ouvir o som da bala ou senti-la queimando meu peito. E assim permaneci até que, num pulo, acordei novamente! Abri os olhos e já era manhã. Olhei para o lado e ali estava o cavalo da noite passada, amarrado numa árvore... Aquilo me tirou do sério. Não havia outra explicação (e nem precisava de outra)! Bob! Um palhaço que se dizia meu amigo, quase me matou de susto na noite passada. Tinha que ser ele! Entrei enfurecido na barraca procurando por Bob, mas não encontrei exatamente o que esperava... Dentro da barraca estava o corpo de Bob ensanguentado, e o mesmo velho da noite passada, com seu mesmo chapéu de palha e sua espingarda apontada para mim.

Dessa vez, eu ouvi o som da bala sendo disparada. Dessa vez eu senti a bala queimando meu peito. Dessa vez eu permaneci consciente até sentir, pela segunda vez, a real morte da noite passada.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Plano de Vôo

pipocado por Lilian às 11:40:00 PM
e então... 
3 comentários Links para esta postagem

Se há uma coisa que realmente me fascina é ‘gente’. Sempre admirei as pessoas e o que elas possuem de relevante que as diferenciam umas das outras, assim como a capacidade que cada uma tem de exercitar sua massa cinzenta e expressá-la através de palavras que ganham vida e determinação. É realmente surpreendente ver a abordagem de um determinado assunto por diferentes pontos de vistas nos quais alguns pensam juntos enquanto outros diferem de opinião. E foi justamente isso que me veio à mente quando eu soube da idéia desse blog, além também da oportunidade desse espaço poder se tornar algo criativo e desafiador, afinal não é todo dia que 15 pessoas diferentes aceitam um desafio de colocar a boca no trombone expondo suas idéias e críticas, sendo elas aceitas ou não.


Certa vez ouvi uma frase que dizia: “A mente é como um pára-quedas que só funciona aberto!”. Coloquemos então este blog numa espécie de plano de vôo no qual ele funciona como um avião em decolagem com 15 passageiros equipados por um pára-quedas próprio e exclusivo. Dessa forma, o meu desejo é que esse embarque continue sendo permitido a fim de que este avião voe e registre a vez em que cada um dos passageiros deixá-lo-ão para saltarem confiantes com seu pára-quedas pronto para se abrir. E assim, quando chegarem ao chão eles retornarão para sala de espera, avistando e aguardando a chamada para o próximo vôo que, de acordo com o esperado, acontecerá de mês a mês.


Obs: Pena que, por algum motivo ou erro mecânico, a maioria dos pára-quedas têm dado defeito e o avião falhado no momento de decolar. Inclusive o meu!

 

The New Yoki Times Copyright 2009 Reflection Designed by Ipiet Templates Image by Tadpole's Notez | Blogger Templates